Nunca é tarde para recordar Bali - parte 2

July 13, 2018

 

NOTA: Este post foi escrito para o meu blog anterior, contudo sendo constante o interesse por viajar, deixo-vos este guia. Desfrutem!

 

Depois de 4 dias magníficos na cidade de Ubud, partimos a muito custo até o destino final em Bali. Antes de lá chegarmos fizémos uma paragem em Tanah Lot.

 

É acerca deste destino que vos escrevo hoje.

 

Antes disso, apenas contar-vos duas coisas. A primeira, quem já viajou para a Ásia sabe do que falo, quem não foi apenas viu em vídeos ou fotos (e não, não é a mesma coisa) - falo D a circulação rodoviária. Nós portugueses, italianos e os espanhóis somos stressados, discutimos e tornamos-nos nuns seres diabólicos atrás do volante... Os balineses conduzem num trânsito louco, com estradas muito piores, muitas com uma faixa de rodagem (que depressa se tornam em 3), com carros muito degradados, uma taxa enorme de moticiclos (frequente ver mais que dois passageiros numa moto), às vezes cruzam-se carroças, bicicletas, e os peões são às centenas. Mas perguntem-me quandos acidentes vi? Quandos discussões presenciei? Quantos gritos ouvi? NADA! Existe acima de tudo respeito e tranquilidade. O que leva ao segundo ponto que vos quero contar. O povo Balinês é calmo, sereno, tranquilo, sorridente e feliz com o que tem. Eles são Gratos! Não são tão exigentes como nós e não vivem stressados na perseguição daquilo do que não lhes faz falta e do que não os vai fazer mais feliz.  É um povo muito sorridente, disponível, sabe acolher e receber muito bem. São inclusos! 

 

Até Tanah Lot - o Templo dos Templos, entre ruas, terra batida e campos de arroz... Foi uma viagem de 40 minutos.

Finalmente chegámos ao local. O carro estacionou mas confesso que o sítio era horrível. Parque de carros, camionetas, vendedores ambulantes de souvenirs em mau, crianças a pedir dinheiro por uma visita ao templo, cães rafeiros esfomeados... Não foi agradável à primeira vista. Foi assustador, pois vinhamos do paraíso e esbarrámos com os turistas em barda. Desculpem-me a expressão. O guia estacionou o carro e levou-nos até à entrada. Continuavam os turistas, os vendedores ambulantes e as crianças a insistir por uma moeda para um tour...

 

Pura Tanah Lot, na costa oriental de Bali, é provavelmente o templo mais famoso e fotografado da ilha. Tanah Lot significa terra (Tanah) e mar (Lot), bem apropriado, considerando sua localização espetacular no cimo de uma rocha impressionante cercada pelo mar. Tanah Lot é consagrado ao deus do mar e é um dos templos mais importantes de Bali. É de fato um local mágico, extraordinário pela sua beleza natural (ainda não tinhamos visto o mar em Bali), pelas cores, pela história...

Os mitos e sagas deste local sagrado são únicos. Depois que o sacerdote Danghyang Nirarta passou a noite no local, o povo de Bali decidiu construir ali o templo de Tanah Lot. Conta-se que existia uma ponte do continente para o templo, mas ela foi destruída pela força do mar. Outro detalhe interessante é que existe uma caverna com uma fonte mágica debaixo de Tanah Lot. Estranhamente, a água da fonte é doce, embora o templo esteja cercado pela água salgada do oceano. 

 

Passeámos pelo local, vimos os principais monumentos até que chegámos ao principal, acessível, pois estava maré baixa e conseguimos chegar perto. Não se pode entrar dentro, e compreendo que assim seja, senão já nem existia. Em suma, vale a pena ir e ver. Nós tivémos lá de passagem entre Ubud e Nussa Dua e foi uma ótima sugestão da I Go Travel, pois assim foi ponto de passagem. Recomendo que vão com a garantia que está maré vazia e disseram-nos que de manhã tem sempre menos gente. Nós enfrentámos uma multidão. Bem haja Go pro selfie stick! 

 

Aqui ficam algumas fotos para verem o tão inspirados estávamos nesse dia (atenção que a foto do pôr do sol não é nossa... é google it)

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

August 24, 2018

Please reload

Instagram @ines_3d

  • https://www.facebook.com/Ines3D/
  • https://www.instagram.com/ines_3d/

© 2018 by Inês Cancela. Proudly created by JLDesign